Google+ Followers

quinta-feira, 11 de agosto de 2016

POR: MÁRCIA ALCÂNTARA - Pequeno comentário sobre "Confissões de Amor"


Dra. Márcia Alcântara Holanda - Da Academia Cearense de Medicina
SOBRE “CONFISSÕES DE AMOR”

Fortaleza, 10 de Agosto de 2016​

Minha querida Ana Margarida, seu "Confissões de Amor" é um tratado minuciosamente documentado sobre o amor verdadeiro, podendo-se considerar como uma projeção amplificada do ato de amar por dois seres que se encontram e se defininem numa unificação completa, com base na admiração, entendimento, atrações físicas e intelectuais.

Seu Confissões.., não me surpreendeu pelas revelações claras e sinceras de seu "radioso amor" por Rose e dele por você, como está no bilhete, em que ele próprio afirmou "como é radioso o seu amor", em 10 de julho de 1994. 

Digo isso porque fui testemunha dos primeiros momentos em que raios te atingiram, trovões ribombaram e relâmpagos "radiosos" encheram a sala do I Workshop sobre Tabagismo, no Hotel Paia Verde, em Fortaleza, em 3 dezembro de 1993. Senti-me desde então extravasante de entusiasmo pelo surpreendente desencadear de uma paixão tão intensa, tão seminal.

Seu tratado desmente por completo a teoria de que a paixão é transitória e de que o amor incondicional é o sentimento que a substitui e é perene.

Você e Rose provaram o contrário. São protagonistas da única junção Paixão-Amor de que tenho notícia no meu dia a dia, que nunca se apartaram, mas imanaram-se. O Amor-Paixão virou o eterno amor apaixonado.

Não deixo por menos essa minha colocação: desde o primeiro momento, naquele "Workshop" acendi a percepção de que nascia naquela hora um caso de amor, no mínimo especial e fadado a ser profícuo por todos os tempos.

Esse amor contagiou e ainda contagia os que estiveram inseridos no contexto original dessa escalada sentimental, ou que tiveram acesso aos seus escritos. Esses servem e servirão para uso fruto dos que têm aura própria para sucumbirem ao amor e até dos que não a têm. 

Olho para você Ana, e vejo AMOR.

Grande e forte abraço de uma admiradora de longas datas, que a tem na mais elevada estima e consideração, como colega, amiga e escritora.

Parabéns efusivos por seu "Confissões de Amor".

Márcia Alcântara Holanda

PS1 - Ontem tentei ir à Academia, mas ainda não deu, embora eu esteja muito bem de saúde. ​
PS2 - Se esse meu arrazoado servir para publicação nos Blogs aos quais você tem acesso, peço que o faça.
PS3- Desejo sentar-me com você para ouvir histórias.
Adoro ser ouvinte de passagens reais ou fantasiosas da vida real.

Um comentário:

  1. Comentário sincero e verdadeiro de quem conhece de perto esta história de Amor e com o qual eu concordo em totalidade.
    Muito bom

    ResponderExcluir