Google+ Followers

quarta-feira, 7 de outubro de 2015

NOTA DE FALECIMENTO - PROFA. MARIA AUXILIADORA DIAS GUZZO (LILIA)

Profa. Maria Auxiliadora Dias Guzzo

Faleceu ontem, 06/10/2015, na cidade de São Paulo, a Professora Maria Auxiliadora Dias Guzzo.
Nascida no dia 07 de Agosto de 1946, a Professora Lilia, como era carinhosamente chamada por todos, foi docente da PUC-SP entre 1985 e 2006. A partir de 2006 foi professora convidada da Coordenadoria Geral de Especialização, Aperfeiçoamento e Extensão da PUC-SP  (COGEAE).
Seu sepultamento ocorreu na manhã de hoje, 07/10/2015, no Cemitério de Congonhas, na zona sul de São Paulo.
Nossos votos de solidariedade e pesar aos familiares e amigos da Profa. Lilia, que partiu deixando SAUDADE ETERNA e grande legado para a faculdade de História da PUC-SP. 


O texto abaixo foi extraído do link:
 http://www.universidadefalada.com.br/autor/maria-auxiliadora-dias-guzzo

Maria Auxiliadora Dias Guzzo nasceu na cidade de São Paulo, onde fez seus estudos e se graduou em História pela USP em 1970.

É mestre em História pela UNICAMP, na área de História Social.

Durante vinte anos, 1985-2005, foi professora do Departamento de História da PUC-SP, ministrando disciplinas na área de Teoria da História e História do Brasil.

Atualmente é professora colaboradora do lato sensu em História, História, Sociedade E Cultura, do Departamento de História, Faculdade de Ciências Sociais, PUC/SP.

É autora de várias pesquisas sobre temas de História do Brasil.

Maria Auxiliadora Dias Guzzo , ou Lilía como é conhecida, tem quatro livros publicados:

• A vida fora das fábricas - Cotidiano operário em São Paulo 1920-1934 ( Paz E Terra, 1987 ),
• Cotidiano de trabalhadores na República - São Paulo- 1889/1940 ( Brasiliense, 1990),
• Indústria, Trabalho E Cotidiano - Brasil - 1889 a 1930 ( Atual, 1991; 18a. edição ) e
• SILVA JARDIM - Política, Economia, Questão Social, Abolicionismo, Racismo ( Ícone editora, 2003 ).

Em 2005, junto com outros autores, fez parte de projeto do Museu da Casa Brasileira, que produziu como um de seus resultados o CDROM Equipamentos da Casa Brasileira - Usos e Costumes - Arquivo Ernani Silva Bruno, destinado aos professores e estudantes da rede
pública estadual.

Entre 1982 e 1995 foi historiadora do Condephaat - Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo

2 comentários:

  1. Só fiquei, hoje, sabendo graças a você que fez esta homenagem a nossa querida Lilia. Não achei nada pela "amigas" professoras da puc.

    ResponderExcluir
  2. Profa amiga, competente historiadora e escritora.
    Estava em processo de orientação do meu e de outros Trabalho de Conclusão de Curso no COGEAE.
    Com a Lilia, forma carinhosa que todos a chamavam, descobri o verdadeiro significado da dedicação ao oficio de historiador e do conceito de historiografia. Deixará saudades eternas.

    Cyntia H. Rossini

    ResponderExcluir