Google+ Followers

terça-feira, 7 de abril de 2015

PESAR POR EDNA - 06/04/2015

Edna e Ana Margarida

“Sou uma cearense otimista, alegre e extrovertida. Adoro fazer amizades com pessoas inteligentes, cultas e sinceras. Gosto de viagens, músicas, dança, leitura, cinema, línguas estrangeiras e televisão. Meus filmes favoritos: E o vento levou, Um homem e uma mulher, Casablanca, Candelabro italiano, Em algum lugar do passado e Assim caminha a humanidade. As músicas que mais gosto: Ave Maria de Gounod, La vie en rose, Detalhes, Garota de Ipanema, músicas italinas, músicas do Chico Buarque e Ivan Lins. Gosto dos livros da Agatha Christie, Maria Antonieta de Stefan Zweig, Os Miseráveis de Victor Hugo e outros”.

Com este perfil, a Edna criou, com a minha ajuda, o seu blog, em  janeiro de 2012, batizando-o de “FELIZ CAMINHADA”.
Apesar de todos os percalços da vida e das limitações de uma saúde frágil, ela foi feliz em sua caminhada terrena de 67 anos, mostrando-nos que a felicidade está dentro de nós e nas coisas simples da vida.
Alegre e otimista, a Edna colecionou inúmeras amigas e amigos, conquistou primas, primos, tias, tios, sobrinhas, sobrinhos, irmãs, irmãos, afilhados e seus médicos, principalmente o Dr. Barbosa.
Sua missão foi cuidar com desvelo de nossos pais. E nesta tarefa ela grangeou o reconhecimento e a gratidão perene dos 14 irmãos.
A Edna viajou, namorou, dançou, sorriu, superou todas as limitações físicas e saboreou a vida. Fervorosa, partilhou com a Clêide, com quem tinha uma forte ligação afetiva, uma existência voltada para Deus.   
O que mais posso dizer de uma irmã que foi amiga e confidente?
Pela minha pena e meu olhar de fotógrafa amadora, dividi com ela “a minha Paris adorada”. Juntas passeamos pelos boulevares, jardins e  museus parisienses. Juntas penetramos no Louvre e apreciamos obras de arte imorredouras como: Monalisa, Vênus de Milo, Vitória de Samotrácia, A liberdade guiando o povo, o Código de Amurabi e tantas outras maravilhas da arte humana. Juntas apreciamos as madonas que povoam o Louvre. Juntas curtimos a língua francesa e cantamos sua música predileta “La vie en Rose”. E juntas, ainda, curtimos os vídeos que fazíamos para cada irmão nas datas natalícias.

Em 2002, durante alguns dias que passou conosco em São Paulo, o  Rosemberg dedicou-lhe a seguinte poesia:  

UM CONSELHO IRMÃO

A vida possui dois braços,
Um sombrio com sofrimentos e fracassos,
Outro exuberante de amor e serenidade,
Inundando-nos de pura felicidade.
Saibamos desses desígnios entrelaçados escolher os melhores predicados.
Entreguemo-nos inteiramente ao amor,
Pois, só assim, a existência tem sabor e supera as decepções e a dor.
Então, Edna, sonhadora eterna, aceite essa mensagem fraterna:
Viva a vida com todas as sabedorias, sufocando as tristezas, usufruindo as alegrias.


Edna, feliz foi tua caminhada. Dedicaste a todos amor e compreensão. Semeaste a paz entre a nossa família. Foi por estes e outros dons que o Senhor te conduziu ao paraíso. Em nossos corações restarão a saudade eterna, teu exemplo e a chama do teu amor.
Descanse em paz!

Ana Margarida Arruda Rosemberg

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário