Google+ Followers

sábado, 10 de maio de 2014

EM PARIS: GUERRA E PAZ DE PORTINARI


Pela primeira vez, os painéis de Cândido Portinari, "Guerra e Paz", atravessaram o Atlântico. 
Em Paris, no Grand Palais, eles podem ser apreciados pelos franceses e turistas até o dia 9 de junho de 2014. Ë uma ocasiäo ünica de ver na França os referidos painéis que foram instalados, em 1957, na sede da  Organizaçäo das Naçöes Unidas (ONU), em New York. 
Guerra e Paz, dois imensos painéis de 14 x 10 m, cada,  foi encomendado ao pintor Cândido Portinari pelo governo brasileiro e produzido, de 1952 à 1956. 
Antes de partirem para serem presenteados à ONU, em 1956, foram expostos no Teatro Municipal do Rio de Janeiro, na presença do Presidente Juscelino Kubitscher.
Em dezembro de 2010, depois de uma dificil negociaçäo, os painéis deixaram a Sede da ONU e retornaram ao Brasil para uma restauraçäo. 
De 2011 até 2013, os painéis foram expostos no Rio e Säo Paulo. Agora, eles chegam à Paris e alto estilo.  A exposiçäo apresenta, também, uma série de 37 estudos preparatörios, desenhos, pinturas e outras obras de Portinari de coleçöes privadas. Para complementar a visita é apresentado um filme sobre Portinari e os panéis. 
Apreciando-os,  hoje, ao lado da minha filha, Jana, e do meu genro, Dani, emocionei-me com a majestade e singeleza dos mesmos. Em maio de 1996, senti a mesma emoçäo, quando ao lado do Rose, na sede da ONU, tive a oportunidade de apreciä-los pela primeira vez.
No painel PAZ, Portinari reproduziu cenas de sua infância em sua terra natal. Figuras de homens, mulheres e crianças movem-se e articulam-se em cirandas. A cor predominante é a amarela, sinalizando a Idade do Ouro. 
No painel GUERRA, Portinari optou pelo tema dos Quatro Cavaleiros do Apocalipse e mostra figuras de homens, mulheres e crianças em sofrimento profundo. 
Portinari, considerado o mais importante pintor brasileiro do século XX, faleceu intoxicado pelas tintas, com idade de 59 anos, em fevereiro de 1962. 
Como diz os aforismos de Hipöcrates, "a arte é longa e a vida é breve", Portinari continua vivo entre nös, através de sua arte. 

Ana Margarida Rosemberg

Paris, 10 de maio de 2014

Grand Palais


Grand Palais








Guerra










Nenhum comentário:

Postar um comentário