Google+ Followers

quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

POR: JOSÉ ROSEMBERG - EU TE AMO ETERNAMENTE

         
Margô e Rose -  Vale de Loire - França - Setembro de 1995




              EU TE AMO ETERNAMENTE

                                José Rosemberg


Não sou poeta para o amor definir

E o que por você sinto, consiga traduzir.

Você nos meus glóbulos vermelhos 
está presente,

Inundando o sangue de minha 
       circulação

A passar seguidamente no meu coração.

Que com batidas em ritmo permanente,

Repete, Margot, em sequencia sempre  fremente:

Eu te amo, te amo, te amo, eternamente. 


                 São Paulo, 21 de maio de 1995

2 comentários: