Google+ Followers

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

MARIA, MARIA - MILTON NASCIMENTO


MARACATU SOLAR NOS 70 ANOS DA MARIA


A QUALIDADE DA VIDA X A QUALIDADE DA MORTE

Jornal “O Povo”

Artigo 28/11/2012
A qualidade da vida  X  A qualidade da morte 

                                               Por Antero Coelho Neto

Depois de muitos anos estudando a Qualidade de Vida das pessoas, comprovei, como vários outros estudiosos do assunto, que temos também de nos preparar para poder morrer com qualidade.
E então verificamos que isto não é fácil. Muitas vezes conseguimos ter uma boa Q.V., mas nos momentos anteriores e durante a morte, novos condicionantes e determinantes aparecem.São elementos difíceis de evitar e, até mesmo, de controlar.
De uma maneira simplificada podemos destacar o aparecimento dos condicionantes do conforto físico, psicológico, social, espiritual e médico. Alguns de enorme importância e que merecem verdadeiros livros para detalhamento e trabalhos de pesquisas internacionais. São muitos os estudos já realizados.
Também destaco que eles podem ser específicos ou múltiplos. E então, para nós que estudamos e trabalhamos com os idosos, sentimos, na medida em que podemos alcançar mais anos de vida, quando passamos a ter uma traumática e irreversível condição de vida dolorosa, sintomática e angustiante.
Vem então a pergunta, mesmo para os que tem uma firme aceitação espiritual / religiosa: Por Que? Ou o que não estamos ainda sabendo fazer, nós que trabalhamos com isso? E também por que alguns médicos consideram ainda o tema como um tabu?
E a Medicina Paliativa e a morte com melhor qualidade passaram a ser assuntos de interesse universal.
Pena que no Brasil estejamos atrasados nesse tipo de Atenção de Saúde e da nossa Vida com Qualidade. Em uma análise realizada, recentemente, em 40 países, utilizando o Índice de Qualidade de Morte, a Consultoria EIU (Economical Inteligence Unit), encontrou o Brasil em 38º lugar. Indicadores elementares utilizados na pesquisa, demonstram o baixo nível apresentado pelo nosso país, mesmo comparado com outros pequenos e pobres países da América Latina. O Brasil só não perdeu para a Índia e Uganda, países com IDH muito baixos.
E vem então a pergunta: quando será que o Ministério da Saúde vai também incorporar esse importante e frequente problema dos idosos brasileiros? Muitos deles afirmam que preferiam morrer a continuar em condições tão penosas e traumáticas.
O tema comporta vasta discussão em termos de adequação, administração e gastos necessários. Vamos pensar no assunto? Vamos desenvolver mais ainda a nossa Medicina Paliativa? Ou vamos adotar a resignação: se não temos nem qualidade de vida por que pensar na qualidade de nossa morte?
Vamos criar a nossa Rede: “Morte com Qualidade”?


acoelho@secrel.com.br
Médico e professor
 

sábado, 24 de novembro de 2012

LONGE E PERTO


           Longe e Perto
  •    Sete anos longe e perto eu vivi
  •    Do Rose que estava encantado
  •    Mas somente entre todos eu sabia
  •    Que ele permanecia ao meu lado

  •     Iluminando os meus dias solitários
  •     Porém transbordantes de alegria
  •    Pois mesmo longe bem perto eu o sentia  
  •    Caminhando comigo de braços dados

  •                                     Ana Margarida
  •              Fortaleza, 24 de novembro de 2012
  •  

  • Hoje, 24 de novembro de 2012, faz 7 anos da partida do Rose.       DOCES SAUDADES! 
  •  
  •  

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Maria Luíza de tantas Luzes!


Por Poeta Diogo Fontenelle.

Maria Luíza, Menina Risonha Sempre, Incansável Mensageira do Bem a adoçar, musicar, e dourar nossas vivências...

Sou Grato a Você, Maria Luíza e Gratidão faz parte do Caminhar, sem
ela deixamos de ser Humanos!
Que o Universo Perfume seus Sonhos Risonhos sempre!

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

VAMOS ABRAÇAR MARIA


Por: Cristina Fonsêca

I
Amigos(as) saudações
Vim aqui lhes convidar
Para abraçar Maria
nascida no Quixadá

II
Foi 27 de novembro
No sertão do Ceará
Que chegou nossa Maria
para a vida iluminar

III
Com música e alegria
vamos comemorar
setenta anos de Maria
Você não pode faltar

IV
Mulher de muita fibra
que nem as rochas do Quixadá
vive movida por sonhos
de novo mundo conquistar

V
Guerreira de muitas lutas
com o grito sempre a ecoar
nos rincões dessa nação
com a bandeira libertar

VI
Da fome e opressão
esse país libertar
são sonhos de Maria
que impulsiona o seu andar

VII
Mistura de dor e alegria
força a nos alertar
assim diz a poesia
do grande Milton a cantar

VIII
Mestre, deputada, prefeita
já foi no caminhar
deixando marcas profundas
por sua forma de atuar

IX
Com éti ca e transparência
buscou sempre trilhar
é exemplo de coerência
temos que concordar

X
Abdicou da política
Para novos rumos tomar
visando encurtar os caminhos
Pra a sociedade emancipar

XI
Muitas adversidades
já enfrentou ao caminhar
preconceitos e injustiças
não dá para mensurar

XII
Mas com garra e ousadia
não deixou se quedar
enfrentou duas vezes o câncer
e está viva para contar

XIII
Com sorriso sempre nos lábios
e o olhar a iluminar
essa é nossa Maria
que orgulha o Ceará

XIV
Falar dessa guerreira
outra nos faz lembrar
a amiga Rosa Fonsêca
também de Quixadá

XV
Maria e a amiga Rosa
sempre juntas a trilhar
andarilhas da liberdade
a história há de registrar

XVI
Maria e Célia Zanneti
outra guerreira a somar
Foram até a Wall Street
para com o mundo articular

XVII
Criar pontes de contatos
e fazer a luta avançar
contra o capital da barbárie
que a vida está a dizimar

XVIII
Dia 27 estão todas juntas
e vão compartilhar
os momentos vividos
nas lutas do Ceará.

XIX
Quem é amante da vida
nesse dia tem que estar
abraçar essas guerreiras
e nesse sonho voar

XX
Sonhar o impossível
e o mundo descortinar
de um novo amanhecer
com a vida para amar.



Para ajudar na festa
Maria vai sortear
Seu anel de Quinze anos
feliz de quem tirar

27 novembro 2012 Apartir de 18:30h
AV. DA UNIVERSIDADE Nº 2158
Adesão fones: 88166254(Rosa) 30812956 (SEDE)
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=368000836624443&set=a.348897175201476.81988.100002435889051&type=1

--
Andrea Fontenele
Jornalista
Assessora de Imprensa da Assembleia Legislativa do Ceará
Telefone: (85) 32772504
Celular: (85) 99916979
 

UM BRINDE À MARIA LUÍZA

                             Por Ana Margarida


Não sou nem sequer poeta
Mas versos vou ofertar
Pra brindar com a Maria
E quem mais se aproximar

Neste instante encantado
Vamos comemorar
Setenta anos de luta
Pro planeta melhorar

É de Maria o brado
De crítica à este sistema
Tão injusto e tão perverso
Que nem merece uma pena

Vamos emancipar o mundo
Pros nossos netos viverem
Em paz, amor e harmonia
Como sonha e quer Maria.


Ana Margarida Arruda Rosemberg

Fortaleza, 22 de novembro de 2012

SETENTA ANOS DA MARIA!


                               Nilze Costa e Silva

Pra mim, uma aprendizagem
É poder compartilhar
Dessa bela trajetória
Nesse planeta azul
Num país, numa cidade
Em algum lugar perdido
Da América do Sul

Pensar em Maria Luísa,
Nossa primeira prefeita,
Me faz voltar na história
Me faz lembrar de um tempo
Em que a delicadeza
Rimava com a afoiteza
Das mulheres que sonharam
Ousar por um mundo melhor

Não vou perder essa festa
Cheia de tanta alegria
Se um privilegio me resta
É de ser contemporânea
Da peleja de Maria.


quarta-feira, 21 de novembro de 2012

NOITE DE AUTÓGRAFOS - MURMÚRIOS LITERÁRIOS

 Ontem, 20 de novembro de 2012, às 20h, ocorreu a noite de autógrafos da 29ª antologia da SOBRAMES-CE, Murmúrios Literários, no Terraço Cultural do Ideal Club, em Fortaleza.
O livro, organizado por Marcelo Gurgel e Ana Margarida Rosemberg, conta com textos de cinquenta e hum sobramistas. O mesmo foi apresentado por Regine Limaverde, da Academia Cearense de Letras. 
Parabéns aos médicos sobramistas e à presidente Dra. Celina Corte. Após o lançamento houve um momento de confraternização seguido de um coquetel.

 

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

PADARIA ESPIRITUAL

Padaria Espiritual

                                                  Por  Regina Pamplona Fiúza

CENTO DE EVENTOS DO CEARÁ - X BIENAL INTERNACIONAL DO LIVRO
 
A Padaria Espiritual se originou do espírito revolucionário de um grupo de jovens que se reuniu em forma de sociedade para, através das letras, protestar contra a burguesia, o clero e tudo que fosse tradicional, como consta de seu programa.

Foi no Café Java, com o apoio do seu proprietário, conhecido como Mané Coco, que apesar de não ser intelectual, cedia com muito gosto o lugar para as reuniões desse grupo de jovens, chegando até a preparar depois um “quiosque” separado para a Padaria.
No início, era um grupo pequeno, com Antônio Sales, Lopes Filho, Ulisses Bezerra, Temístocles Machado e Tiburcio de Freitas. Esses jovens conversavam sobre literatura, daí surgindo a ideia de formar um grêmio literário. Eram todos muito novos, sendo Antônio Sales o único que tinha livro publicado.
A ideia central era despertar no povo o gosto pela literatura, que andava um pouco esquecida. No entanto, já havendo precedentes de sociedades literárias de caráter formal, burguesa e retórica, decidiram que só valeria a pena se fosse uma coisa nova, original e até mesmo escandalosa, que repercutisse amplamente. Antonio Sales lhe deu o nome de Padaria Espiritual, que teve ótima aceitação, e logo depois fez também o programa de instalação da sociedade, que foi um verdadeiro sucesso, tornando-se conhecido de todos e chegando, até mesmo, a ser publicado integralmente por jornais de outros Estados.
O próprio Antônio Sales conta, no seu livreto Retrospecto, a história da Padaria, que diz muito do espírito de seus membros.
…a história da Padaria Espiritual a contar do dia em que entre o espanto da burguesia ignara, Ella afirmava a sua existência social na noite de 30 de maio de 1892, no prédio n.105 à rua Formosa. Festa original, essa onde a boa gargalhada substituía ao tonitroar da rethorica sediça e narcótica, destoando travessamente das lúgubres noitadas que se passam no recinto dessas sociedades literárias hirtas e parvas com os seus estatutos massudos, as suas actas de Irmandade do  Sacramento e a sua discurseria impante de eloquência de circo de cavalinhos – redundadndo tudo numa esterilidade desoladora e numa vulgaridade idiota. Pela primeira fornada da Padaria viu logo o povo que se tratava de uma cousa nova, que tinha chiste porém que não parecia muito sério, na acepção dada commummente a esta palavra…


X BIENAL DO LIVRO DO CEARÁ



A X Bienal Internacional do Livro do Ceará está acontecendo no Centro de Eventos do Ceará, em Fortaleza. Teve inicio no dia 8 e será encerrada no dia 18 de novembro de 2012. O horário de visitação é de 9h às 22h e a entrada é gratuita. A Bienal foi aberta em grande estilo com um show da Gal Costa.  A programação da bienal consta de palestras, bate-papos com escritores, lançamentos de livros, colóquios, mesas redondas, contação de histórias e atrações musicais. 

A Bienal presta homenagem a ilustres nomes da literatura nacional e internacional, como: o nigeriano Wole Soyinka, ganhador do Nobel de Literatura 1986; o cearense Rafael Sânzio de Azevedo, Doutor em Letras pela UFRJ, com tese sobre “A Padaria Espiritual e o Simbolismo no Ceará”, e membro da Academia Cearense de Letras, onde ocupa a Cadeira nº 1, cujo patrono é Adolfo Caminha; e o norte-riograndense José Cortez, ex-lavrador, que saiu do sertão e, através da literatura, se tornou um dos principais editores do Brasil, tendo fundado a Editora Cortez. Além desses, também está sendo homenageada (post mortem) a escritora e abolicionista Francisca Clotilde, contemporânea da Padaria Espiritual, que completaria 150 anos de vida em 2012.
Com o tema “Padaria Espiritual – O Pão do Espírito para o Mundo”, a Bienal do Livro presta uma homenagem aos 120 anos do movimento artístico que escandalizou a pequena Fortaleza do final do século XIX com o humor, o talento e a ousadia de um grupo de escritores, pintores e músicos que promoveram intensas atividades de renovação artística e literária. Além da homenagem à Padaria Espiritual, a Bienal celebra ainda os 90 anos da Semana de Arte Moderna, e os centenários do Rei do Baião, Luiz Gonzaga; dos escritores Jorge Amado e Nelson Rodrigues; e do cantador e violeiro Joaquim Batista de Sena, legítimo representante da poesia popular nordestina. 

Nos espaços destinados à exposição e venda de livros, as principais editoras nacionais e locais apresentarão seus produtos em uma moderna e acolhedora infra-estrutura. São mais de 100 mil títulos expostos em quatro setores distintos: 1) Espaço das Editoras Cearenses, reunindo as editoras do Ceará e dando oportunidade aos editores do Estado exporem seus catálogos para o público visitante; 2) Rede Nordeste do Livro, Leitura e Literatura, espaço destinado às editoras do Nordeste; 3) Editoras Universitárias, espaço conjunto para comercialização da produção acadêmica das editoras universitárias brasileiras e latinoamericanas; e 4) Espaço das Editoras Nacionais e Internacionais, em uma área destinada à exposição de livros de editoras nacionais e internacionais.

    Ana Margarida Furtado Arruda Rosemberg
     Fonte: http://www.bienaldolivro.ce.gov.br/apresentacao












LANÇAMENTO DE LIVRO NA BIENAL DO LIVRO

Estive ontem na Bienal do Livro prestigiando o segundo lançamento do livro gemelar dos escritores Nilze Costa e Silva e  Manoel César: "Coruja de Pijama" & "Micropoemas, Metapoemas & Etc." A noite de autógrafos aconteceu dia 09/11/2012 na Sede da ASPAS - Associação dos Servidores Aposentados da Saúde e Previdência Social do Ceará. Parabéns ao casal de poetas que nos brinda com mais esta pérola da literatura.



Aline Costa








sábado, 10 de novembro de 2012

ABERTURA DO I ENCONTRO CEARENSE DE MÉDICOS CATÓLICOS

Ontem, dia 09/11/2012, às 20h, ocorreu no Auditório Castelo Branco da Reitoria da UFC a solenidade de abertura do I ENCONTRO CEARENSE DE MÉDICOS CATÓLICOS. A sessão foi presidida por Dom Edmilson da Cruz. O ponto alto da abertura foi a homenagem feita pelo Dr. Marcelo Gurgel, em nome da Sociedade Médica São Lucas, ao Prof. Geraldo Gonçalves. O evento é comemorativo dos 75 anos de fundação da Sociedade Médica São Lucas.

 

 

Mesa de abertura

Homenagem ao Pro. Geraldo Gonçalves

Homenagel ao dr. Geraldo Gonçalves

Dra. ângela e Dra ana Margarida

 

LANÇAMENTO DE LIVRO SINGULAR



Ontem, dia 09/11/2012, às 19h, na Sede da ASPAS - Associação dos Servidores Aposentados da Saúde e Previdência Social do Ceará - na rua Sólon Pinheiro 1471, aconteceu a noite de autógrafos de um livro gemelar da Nilze Costa e Silva e Manoel  César.  Os Autores do livro "Coruja de Pijama" & "Micropoemas, Metapoemas & Etc." foram apresentados, em forma de poema, por Regine Limaverde, da Academia Cearense de Letras. Os prefácios foram escritos pelos filhos do casal, Aline e Alexandre. Parabéns ao casal de poetas que nos brinda com mais esta pérola da literatura. 
Flashes do evento