Google+ Followers

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

X BIENAL DO LIVRO DO CEARÁ



A X Bienal Internacional do Livro do Ceará está acontecendo no Centro de Eventos do Ceará, em Fortaleza. Teve inicio no dia 8 e será encerrada no dia 18 de novembro de 2012. O horário de visitação é de 9h às 22h e a entrada é gratuita. A Bienal foi aberta em grande estilo com um show da Gal Costa.  A programação da bienal consta de palestras, bate-papos com escritores, lançamentos de livros, colóquios, mesas redondas, contação de histórias e atrações musicais. 

A Bienal presta homenagem a ilustres nomes da literatura nacional e internacional, como: o nigeriano Wole Soyinka, ganhador do Nobel de Literatura 1986; o cearense Rafael Sânzio de Azevedo, Doutor em Letras pela UFRJ, com tese sobre “A Padaria Espiritual e o Simbolismo no Ceará”, e membro da Academia Cearense de Letras, onde ocupa a Cadeira nº 1, cujo patrono é Adolfo Caminha; e o norte-riograndense José Cortez, ex-lavrador, que saiu do sertão e, através da literatura, se tornou um dos principais editores do Brasil, tendo fundado a Editora Cortez. Além desses, também está sendo homenageada (post mortem) a escritora e abolicionista Francisca Clotilde, contemporânea da Padaria Espiritual, que completaria 150 anos de vida em 2012.
Com o tema “Padaria Espiritual – O Pão do Espírito para o Mundo”, a Bienal do Livro presta uma homenagem aos 120 anos do movimento artístico que escandalizou a pequena Fortaleza do final do século XIX com o humor, o talento e a ousadia de um grupo de escritores, pintores e músicos que promoveram intensas atividades de renovação artística e literária. Além da homenagem à Padaria Espiritual, a Bienal celebra ainda os 90 anos da Semana de Arte Moderna, e os centenários do Rei do Baião, Luiz Gonzaga; dos escritores Jorge Amado e Nelson Rodrigues; e do cantador e violeiro Joaquim Batista de Sena, legítimo representante da poesia popular nordestina. 

Nos espaços destinados à exposição e venda de livros, as principais editoras nacionais e locais apresentarão seus produtos em uma moderna e acolhedora infra-estrutura. São mais de 100 mil títulos expostos em quatro setores distintos: 1) Espaço das Editoras Cearenses, reunindo as editoras do Ceará e dando oportunidade aos editores do Estado exporem seus catálogos para o público visitante; 2) Rede Nordeste do Livro, Leitura e Literatura, espaço destinado às editoras do Nordeste; 3) Editoras Universitárias, espaço conjunto para comercialização da produção acadêmica das editoras universitárias brasileiras e latinoamericanas; e 4) Espaço das Editoras Nacionais e Internacionais, em uma área destinada à exposição de livros de editoras nacionais e internacionais.

    Ana Margarida Furtado Arruda Rosemberg
     Fonte: http://www.bienaldolivro.ce.gov.br/apresentacao












Um comentário:

  1. ANA, PARABÉNS PELA DIVULGAÇÃO DA X BIENAL DO LIVRO DO CEARÁ! O CEARENSE PRECISA PRESTIGIAR ESSE EVENTO TÃO IMPORTANTE PARA A CULTURA DO NOSSO POVO.

    ResponderExcluir