Google+ Followers

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

UM BRINDE À MARIA LUÍZA

                             Por Ana Margarida


Não sou nem sequer poeta
Mas versos vou ofertar
Pra brindar com a Maria
E quem mais se aproximar

Neste instante encantado
Vamos comemorar
Setenta anos de luta
Pro planeta melhorar

É de Maria o brado
De crítica à este sistema
Tão injusto e tão perverso
Que nem merece uma pena

Vamos emancipar o mundo
Pros nossos netos viverem
Em paz, amor e harmonia
Como sonha e quer Maria.


Ana Margarida Arruda Rosemberg

Fortaleza, 22 de novembro de 2012

2 comentários: