Google+ Followers

domingo, 21 de outubro de 2012

HOMENAGEANDO OS POETAS

MARGÔ E ROSE  -   FORTALEZA 23 DE DEZEMBRO DE 1994

AINDA PELO DIA DO POETA, DUAS DE NOSSAS POESIAS.


Margô dádiva do Céu, ente adorado
Amo-te eternamente em prosa e verso,
Única entre as mulheres, objeto amado
És minha luz, a origem do Universo.
Rose
        S. Paulo 15.11.96


PARA SEMPRE


Faz cinco anos que este mundo tu deixaste

E por força do cruel destino

De tua meiga Margô te separaste.

 

Para sempre, Rose, a toda hora

Tua imagem dia e noite me acompanha

A guiar os meus passos mundo afora.

 

Simbiosou-se tanto a nossa vida

Que o tempo da memória não borrou

Os momentos felizes que vivemos

Em eternas vigilias de amor.

 

Nosso leito não foi conspurgado agora

Retendo para sempre na lembrança

O calor ardente dos abraços

E dos beijos que me fartaram outrora.


Tua Margô               

Fortaleza, 24 de novembro de 2010.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário