Google+ Followers

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

SÃO PAULO COMEMORA OS 90 ANOS DA SEMANA DE ARTE MODERNA


Mário de Andrade


Da esquerda para a direita: Pagu, Elsie Lessa, Tarsila do Amaral, Anita Malfatti e Eugênia Álvaro Moreyra


Os noventa anos da Semana de Arte Moderna estão sendo comemorados, em São Paulo, com  uma série de eventos culturais. Também conhecida como a Semana de 22, pois ocorreu de 11 a 18 de fevereiro de 1922, no Teatro Municipal de São Paulo, teve como objetivo mostrar as novas tendências artísticas que já vigoravam na Europa, marcando o advento do modernismo no Brasil.  Participaram da referida Semana: Mário de Andrade, Oswald de Andrade, Víctor Brecheret, Plínio Salgado, Anita Malfatti, Menotti Del Pichia, Guilherme de Almeida, Sérgio Milliet, Heitor Villa-Lobos, Tarsila do Amaral, Tácito de Almeida, Di Cavalcanti entre outros.
O aniversário da Semana está sendo comemorado com apresentações de ópera, balé, exposição e música. Ontem, dia 15 de fevereiro de 2012, a Ópera Magdalena, de Heitor Villa-Lobos (1887-1959), estreou no Theatro Municipal de São Paulo. O virtuose apresentou um repertório com duas sonatas, dois trios, dois quartetos, um octeto (nas danças africanas), seis peças para canto e piano e sete peças para piano solo, todas as composições foram criadas entre 1914 e 1921. Magdalena, encomendada por uma companhia de Los Angeles, foi levada à Broadway, em 1948.  Além dessa ópera, que teve a regência do maestro Luís Gustavo Petri e a participação da Orquestra Sinfônica Municipal, a programação conta ainda com outras atividades. Hoje, quinta-feira, dia 16 de fevereiro, é a vez do Balé da Cidade de São Paulo interpretar duas peças de Camargo Guarnieri (1907-1993). Na primeira parte do concerto, a companhia interpreta a obra Suíte Vila Rica, com coreografia de Lara Pinheiro. Já na segunda metade, o grupo, ao lado da Orquestra Sinfônica Municipal, do Coral Lírico e do Coral Paulistano, executa a peça Pedro Malazarte, com libreto de Mário de Andrade.
O Banco do Brasil, também,  realiza uma série de atividades incluindo a exposição Guerra e Paz, de Portinari  que ficará aberta ao público até o dia 21 de abril, de terça a domingo, das 9h às 18h, no Memorial da América Latina, com entrada franca. Parabéns à SAMPA por valorizar a cultura brasileira.


Nenhum comentário:

Postar um comentário