Google+ Followers

sábado, 21 de janeiro de 2012

MARGÔ MINHA VIDA - NE ME QUITTE PAS

                                                                     

Margô e Rose - Fortaleza, Ideal Club, dezembro de 1994

                                                                                                            Por José Rosemberg

Adoro-a acima de tudo na vida
Meu amor é oceânico e profundo
Com raízes mais fortes que as do jequitibá.
Ne me quitte pas
Ne me quitte pas
Ne me quitte pas

Sem você o desespero é trágico tormento
Você é meu doce e vivificante alimento
Como foi para meus ancestrais, o maná.
Ne me quitte pas
Ne me quitte pas
Ne me quitte pas

Você ausente é a negação de tudo, é o vazio.
É o cinza sem calor, gélido e frio.
É a tristeza melancólica do canto do sabiá.
Ne me quitte pas
Ne me quitte pas
Ne me quitte pas

Fica ao meu lado por toda eternidade!
Separados, purgarei dilacerante saudade.
Margô, acredite! Sem você, viver não dá!
Ne me quitte pas
Ne me quitte pas
Ne me quitte pas


   Rose
  São Paulo, 23 de maio de 2003.

2 comentários:

  1. LINDA DEMAIS.....SÓ MESMO MUITA PAIXÃO....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, pelo comentário, Núbia! Você vivenciou esta paixão.

      Excluir