Google+ Followers

sábado, 14 de janeiro de 2012

DISCURSO DE POSSE DO COMITÊ COORDENADOR DO CONTROLE DO TABAGISMO NO BRASIL - CAPÍTULO CEARÁ

Este discurso foi proferido por mim, primeira presidenta do CCCTB-CE, por ocasião da posse.
Membros da primeira diretoria do CCCTB-CE. Sentados da esquerda para a direita: Prof. Mário Rigatto, Salete Resende, Teresinha Arraes, Ana Margarida, José Rosemberg e Josias Cavalcante. Em pé da E. para a D.: Zizi, Socorro,  Ambrósio, Valdeney Rolim, Socorro Andrade, Márcia Alcântara, Luiza Torres, Valéria Goes, Cristina Dantas, Silvana Porto, Josemeire,?.
                   Novotel - Beira-Mar  -  Fortaleza, 4 de agosto de 1994.

    No ensejo da posse do capítulo do Ceará do Comitê Coordenador do Controle do Tabagismo do Brasil, não poderia deixar de fazer uma homenagem àqueles que ao longo de várias décadas contribuiram para a criação e avanço da luta antitabágica em nosso Estado.
    Reporto-me aos idos da década de 1940 para homenagear Baltazar Barreira, comerciante e industrial, que, no dia 15 de novembro de 1946, criou a Sociedade Civil  denominada BACOVI - Barreira contra os Vícios, cuja sede funcionava na Avenida Visconde do Rio Branco, n° 1605.
    Esta sociedade foi considerada de utilidade pública pela Lei Estadual n° 1795, de 05 de maio de 1953, e pela Lei Municipal n° 658, de 03 de julho  de 1953. Seu lema era o combate ao tabagismo e alcoolismo. Registro aqui a minha homenagem póstuma ao grande baluarte da luta antitabágica no Ceará, Baltazar Barreira. Ao seu lado tivemos os jornalistas: Clóvis Barroso e Raimundo Costa; os médicos: Jurandir Picanço, Simões de Menezes, Manassés Fontenele e Leite Maranhão; os educadores: Edilson Brasil Soares, Paulo Sarasate, José Barreto Parente, Parsifal Barroso, Amarilio Cavalcante e Raimundo Girão Barroso.
    De 1940 a 1970, Baltazar Barreira escreveu crônicas e editoriais nos jornais  O Unitário e  Correio do Ceará. O grupo BACOVI atuou sozinho até o inicio de 1970.
    A partir de 1972, um médico de um estado longínquo, a convite da Faculdade de Medicina da UFC, esteve por diversas ocasiões proferindo conferências inesquecíveis sobre os maleficios do fumo, lançando, assim, várias sementes no meio acadêmico e médico daquela época. Refiro-me ao Prof. Dr. Mário Rigatto que hoje nos honra com sua presença.
    Em 15 de janeiro de 1975, o Dr. Silas de Aguiar Munguba fundou o Desafio Jovem, criando, assim, um belissimo trabalho de prevenção e recuperação de dependentes químicos. O Desafio Jovem desafia o tempo e, quase 20 anos após sua criação, continua cumprindo seu papel. Anualmente são recuperados 180 rapazes em regime de internamento e 3840 em regime ambulatorial. Merece todo o nosso respeito o Dr. Silas Munguba, idealizador e presidente do Desafio Jovem.
    Em 1980, na I Jornada Regional de Saúde do INAMPS, tivemos uma mesa redonda sobre tabagismo e contamos com as seguintes presenças:  Dr. Mário Rigatto, que abordou o tema ‘Tabagismo e ação sobre a saúde’, Professor Itamar Spindola, que abordou ‘Aspectos legais do tabagismo’ e o Dr. Walton Miranda Leitão que abordou ‘Aspectos psicológicos do tabagismo’.
    Em 1982, foi criada a Comissão de Prevenção ao uso Indevido de Drogas, da Secretaria de Educação do Estado do Ceará, tendo a frente uma grande mulher, a Professora Maria do Socorro Maia, que, com competência e dedicaçao ao trabalho, conseguiu dinamizar a luta na Secretaria de Educação, reunindo educadores da rede pública e privada.
    Em 1984, foi fundado o Comitê Cearense Antifumo,  tendo a frente o Dr. Geraldo Madeira Sobrinho que contou com a colaboraçâo dos seguintes médicos: Vinicius Brasileiro, Martins Vicente Leitao, Luiz Aires Leal, Wilson Acioly e Maria do Carmo Pinheiro.
Em 1986, os pneumologistas do Hospital de Messejana e da Sociedade Cearense de Pneumologia e Tisiologia se organizaram para combater o tabagismo, sob a coordenaçâo do Dr. Leopoldo Vasconcelos. O grupo era composto pelos doutores: Josias Cavalcante, Madeira Sobrinho, Márcia Alcântara, Socorro Maia, Osvaldina e Ilca Ponciano.
    Em 1988, o Dr. Josias Cavalcante assumiu a coordenação do Programa Cearense de Combate ao Fumo da Sociedade Cearense de Pneumologia e Tisiologia, conseguindo agregar vários orgãos na luta antitabágica como: a Secretaria da Saúde do Estado, a Secretaria da Saúde do Município, a Secretaria da Educação do Estado, o Comitê Cearense Antifumo, a Igreja Adventista, a Comissão de Prevençao ao Uso Indevido de Drogas, a Federaçâo Cearense de Atletismo e várias sociedades médicas. Sob a coordenaçâo do Dr. Josias Cavalcante, a luta antitabágica no Ceará deu um grande salto qualitativo, pois inúmeros eventos foram realizados, sedimentando, assim, a luta contra o fumo.
     Em 12 de março de 1991, foi criada, oficialmente, a Fundação Cearense de Combate às Drogas sob à presidência da Dra. Socorro Maia. Em 1991, assumiu a coordenaçâo do Programa de combate ao Fumo a Dra. Ana Maria Cruz que continuou o trabalho desenvolvido pelo Dr. Josias Cavalcante.
    Em março de 1992, a Secretaria de Saúde do Estado do Ceará assumiu o programa de combate ao fumo sob à nossa coordenação. O mesmo foi oficializado, solenemente, pela, então, Secretária de Saúde, Dra Anamaria Cavalcante e Silva, no dia 31 de maio de 1993, através das portarias de n° 571/93 e nº572/93, juntamente com  a Comissâo Cearense de Combate ao Fumo.
    Em 3 dezembro de 1993, foi realizado o I Workshop Cearense Sobre Tabagismo, que contou com a participação de convidados especiais como os drs: José Rosemberg e Mário Rigatto. Marco histórico na luta contra o tabagismo em nosso Estado,  este evento foi coroado de êxito, agregando 120 profissionais de saúde de todo o Estado do Ceará e mudando, radicalmente, o curso da luta antitabágica.
    Hoje, 4 de agosto de 1994, no ensejo da Posse do Capítulo do Ceará, do Comitê Coordenador do Controle do Tabagismo no Brasil, temos a mais alta honra e satisfação em recebê-los, Prof. José Rosemberg e Prof. Mário Rigatto, em nossa terra para tão significativo evento. Homenageio a Dra. Teresinha Barros Arraes Maia, Presidente da Comissão Cearense de Combate ao Fumo e representante, no Ceará, da AMALTA, Associação das Mulheres Latino Americanas para o Controle do Tabagismo no Brasil, por sua incansável luta; e o vereador Moaceny Felix autor da lei, recentemente sancionada pelo Prefeito Antonio Cambraia, que cria espaços para fumantes e não fumantes nos bares, restaurantes e lanchonetes de Fortaleza.
    Homenageio, enfim, todos os membros do Capítulo do Ceará do Comitê Coordenador do Controle do Tabagismo no Brasil, que hoje externam os efusivos agradecimentos aos Professores Doutores José Rosemberg e Mário Rigatto, que aqui vieram empossar o referido comitê.
    Agradeço, comovida, a Dra. Anamaria Cavalcante e Silva, Secretária da Saúde de nosso Estado, pelo apoio que nos tem dado nesta luta, ao Dr. Frederico Augusto de Lima Silva, Superitendente da Escola de Saúde Pública, e a Dra. Valéria Goes Ferreira, Presidente da Sociedade Cearense de Pneumologia e Tisiologia,  que soma conosco esforços no combate ao tabagismo.
    Desejamos a todos os membros deste comitê, que hora é empossado, êxito total na luta antitabágica e reiteramos os agradecimentos pela presença de todos vocês.
Obrigada pela atenção !
Ana Margarida Furtado Arruda Rosemberg
Novotel - Fortaleza, 4 de agosto de 1994. 

4 comentários:

  1. Abrangendo o período de 1940 a 1994, o seu discurso de posse não foi "um pouco da história da luta contra o tabagismo no Ceará". Foi A HISTÓRIA.
    Parabéns.

    ResponderExcluir
  2. Obrigada, Paulo, pelo comentário. Eu já tinha uma paixão pela história que, depois, foi desaguar na faculdade de História da PUC-SP.

    ResponderExcluir
  3. Valeu, Ana!
    Bom resgate histórico da luta contra o tabagismo cearense, que teve em você uma das mais atuantes figuras.
    Marcelo Gurgel

    ResponderExcluir
  4. Obrigada, Marcelo. Pretendo resgatar o periodo posterior a 1994. Com a ajuda efetiva do Prof. Rosemberg e o empenho do Capítulo do Ceará do Comitê Coordenador de Controle do Tabagismo no Brasil, o Programa de Combate ao Fumo da SESA avançou significativamente
    em nosso Estado.

    ResponderExcluir